Capes Lança Mais Três Mestrados Profissionais

Capes Lança Mais Três Mestrados Profissionais

15 DE MAIO DE 2014

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) lançou nesta segunda-feira (12/5) os Programas de Mestrado Profissional em Rede Nacional de Artes (ProfArtes), Administração Pública (ProfiAP) e Ensino de História (ProfHistória). O presidente da Capes, Jorge Almeida Guimarães, afirmou que, ao investir na formação de professores da educação básica, a Capes está pensando no futuro. "A introdução dos mestrados profissionais corroborou a missão que a Capes recebeu, em 2008, de aproximar a educação básica da pós-graduação. Ao investir na educação, por meio dos mestrados profissionais, a Capes está pensando no futuro do Brasil", disse.

Os mestrados profissionais são ofertados por meio do Sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB), que conta hoje com mais de 100 universidades públicas e 230 mil alunos ativos, distribuídos em 670 polos pelo Brasil, como explica o diretor de educação a distância substituto, Jean Marc Mutzing.

"O desenho do sistema UAB se configura como uma rede que agrupa a experiência, o know how e o conhecimento de várias instituições, permitindo que instituições com notório saber nessas áreas possam construir, em conjunto, um projeto de qualidade, ao qual outras poderão aderir, ampliando, modificando e adaptando estes projetos. Dessa Forma, conseguiremos dar aos nossos professores uma formação continuada de qualidade", explicou.

Segundo o diretor de avaliação da Capes, Lívio Amaral, o objetivo é que todos as disciplinas da educação básica sejam cobertas por mestrados profissionais. "A educação básica já está no 'DNA' da Capes e os mestrados profissionais são os meios pelos quais conseguiremos que as mudanças se estabeleçam", disse.

Amaral afirmou ainda que já estão em discussão outros dois mestrados profissionais, um direcionado à gestão escolar e outro aos servidores em exercício nas universidades.

Universidade e Escola

A Diretora de Educação Básica presencial da Capes, Carmen Moreira de Castro Neves, destacou a importância da valorização dos mestrados profissionais. "Os mestrados profissionais têm uma identidade própria: eles são a ponte entre a universidade e a escola básica, entre o saber produzido nas universidades e as demandas existentes nas escolas, além de ser a oportunidade de diálogo entre o professor da universidade e o professor da educação básica", lembrou.

Cultura e Educação

Representando a ministra de Estado da Cultura, Marta Suplicy, o Secretário de Políticas Culturais, Américo Córdula, falou sobre a importância da qualificação dos professores de artes. "A implantação do ProfArtes representa um passo importante para atender a carência específica de professores de artes qualificados", disse. "Esperamos que o ProfArtes consiga estabelecer essa sinergia que precisamos entre o Ministério da Cultura e o Ministério da Educação", completou.

Para o presidente da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), Josualdo Pereira Farias, o desafio dos mestrados profissionais é contribuir com a qualidade da formação dos professores da educação básica. "Esperamos que os programas lançados hoje sejam tão bem sucedidos como o Profmat, precursor dessas iniciativas", disse.

Segundo o coordenador do ProfArtes , André Carreira, o curso será importante não só para os professores, como também para a universidade, uma vez que aproximará o "fazer" acadêmico das demandas existentes nas escolas. "O curso nasce com um projeto de fazer uma educação que não pensa em números, mas sim em uma exploração de novos problemas para o pensamento da pós-graduação e a construção de novos saberes na escola", explicou.

Dario Lima, coordenador do ProfiAP, ressaltou a importância da implantação do programa no aumento da produtividade das organizações públicas e da capacitações da mão-de -obra. "Há três anos estamos trabalhando nesse programa e, hoje, temos certeza que ele atenderá as necessidades de modernização administrativa das organizações públicas, por meio da capacitação de nossos técnicos", afirmou.

Segundo Marieta Moraes, coordenadora do ProfHistória, o mestrado profissional reafirma a necessidade do ensino de História para a cidadania de um povo e trará benefícios às universidades e às escolas participantes. "A Educação Básica não será a única a colher os frutos dessa iniciativa, nossos programas de pós-graduação também serão ricamente atingidos, porque está é uma possibilidade de intercâmbio entre diferentes universidades e departamentos", concluiu.

UAB

Criada em 2005, o sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB) é um sistema integrado por universidades públicas que oferece cursos de nível superior para camadas da população que têm dificuldade de acesso à formação universitária, por meio do uso da metodologia da educação a distância. O público em geral é atendido, mas os professores que atuam na educação básica têm prioridade de formação, seguidos dos dirigentes, gestores e trabalhadores em educação básica dos estados, municípios e do Distrito Federal. Hoje, o Sistema é coordenado pela Diretoria de Educação a Distância (DED) da Capes.

Pelo sistema UAB são ofertados os três primeiros mestrados no formato semipresencial do país: o Programa de Mestrado Profissional em Matemática em Rede Nacional (Profmat), criado em 2010; o Programa de Mestrado Profissional em Letras (Profletras) e o Programa de Mestrado Nacional Profissional em Ensino de Física – MNPEF (ProFis), lançados em 2013.

Envie uma Mensagem


Sua mensagem foi enviada com sucesso! Obrigado pelo contato, e em breve nossa equipe do Nutead irá responde-lo.


Contatos


Telefones

  • (42) 3220-3271 (Secretaria)
  • (42) 3220-3798 (Graduação)
  • (42) 3220-3138 (Pós-Graduação)
  • (42) 3220-3165 (Extensão)
  • (42) 3220-3164 (Webconferências e Vídeos)

E-mail

  • nutead@ead.uepg.br

Endereço

  • Universidade Estadual de Ponta Grossa - Campus Uvaranas, Central de Salas de Aula - Av. General Carlos Cavalcanti, 4748

NUTEAD © 2019