Tutoria

A educação a distância é uma modalidade diferente do ensino presencial em planejamento, organização e desenvolvimento.  A presença constante da mediação tecnológica altera significativamente  os papéis de professores e estudantes e exige a formação de uma equipe que atua de forma integrada e é composta de especialistas de várias áreas.

Assim, não se deve conceber o trabalho do tutor a partir daquele  desenvolvido por professores no ensino presencial, embora existam tutores menos preparados que tendem a reproduzir na EaD o comportamento do docente tradicional, limitando-se a desempenhar o papel de auxiliar na aprendizagem, sem nenhuma identidade específica.

O tutor é uma figura estratégica nos cursos a distância – é o agente responsável por orientar, guiar, provocar, instigar o estudante, despertando-lhe o interesse pelo curso, o desejo de aprender e de buscar novos horizontes. Ele participa ativamente do processo de ensino aprendizagem e contribui para o acompanhamento e avaliação do projeto pedagógico.

Esse profissional assume a missão de articular todo o sistema de ensino aprendizagem – deve acompanhar, orientar, motivar e avaliar seus tutorados, estimulando a aprendizagem autônoma do aluno. Para isso utiliza-se de diversos recursos, como diálogos, confrontos, discussão de diferentes pontos de vista, aproveitando a diversidade e respeitando as formas próprias de o aluno se postar frente ao conhecimento.

O tutor também tem por função resolver os ruídos de comunicação e os problemas que surgem ao longo do processo de ensino e, ao mesmo tempo, articular e desenvolver ações para aperfeiçoar o sistema de EaD, que deve ser alvo de constantes reflexões.

 

O tutor a distância

Esse tutor realiza a mediação entre o professor autor do livro didático, o professor da disciplina, a coordenação do curso, os tutores presenciais e os alunos. Sua atuação se faz através do Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) ou por outros meios tecnológicos de comunicação.

Esse tutor deve:

  • conhecer a proposta da Instituição, o projeto pedagógico do curso, o planejamento e os materiais da disciplina em que atua;
  • ter desenvoltura na comunicação, particularmente na comunicação escrita;
  • estar preparado para enfrentar e solucionar problemas, sejam eles relativos ao conteúdo, a questões administrativas ou a dificuldades individuais dos estudantes;
  • ser capaz de propor e de enfrentar novos desafios;
  • estimular o auto-aprendizado do aluno e a interação do grupo;
  • dominar os conteúdos das disciplinas e as ferramentas do AVA;
  • ser gentil e cordial em seus relacionamentos com os estudantes e com a equipe de trabalho;
  • ser capaz de estimular os alunos, contribuindo para que se organizem, realizem todas as atividades e permaneçam no curso.

 

O tutor presencial

A tutoria presencial faz o acompanhamento direto e sistemático dos estudantes nos polos de apoio presencial, e deve criar um ambiente de trabalho que favoreça tanto o atendimento individual dos alunos como a organização dos grupos e o trabalho cooperativo. Deve estimular o estudante a frequentar o polo e a expor suas dificuldades, auxiliando-o na busca de soluções.

A atividade mais intensa e de proximidade entre esse tutor, o professor da disciplina e os alunos ocorrerá provavelmente nos momentos presenciais (atividades nos laboratórios de aprendizagem, na biblioteca, em grupos de estudo, seminários, avaliações presenciais e apresentação de Trabalhos de Conclusão de Curso – TCCs).

Dentre suas atividades, destaca-se a orientação que deve oferecer aos estudantes no tocante ao domínio do ambiente virtual de aprendizagem (Moodle) e ao uso dos sistemas da UEPG. Ele também será responsável, juntamente com o coordenador, pela segurança e pelo bom funcionamento do polo. Isso significa, entre outras coisas, os cuidados com documentos e materiais, com as instalações físicas, com móveis e equipamentos e com a organização do ambiente.